Como tudo começou... Hellen & Michel


Gente,
Eu queria começar o ano no blog, contanto uma história que valesse a pena contar… e dessa vez, é a minha! HAHA’
Na verdade, era algo que eu queria contar faz tempo, porque volta e meia alguém me pergunta: Vocês começaram a namorar ‘do nada’? Já se conheciam há muito tempo? Como foi? 
Pra mim é sempre um enooooooorme prazer contar. Eu amo contar, passear pelas lembranças atrás de cada detalhe é tão bom. Além disso, algumas coisas que eu passei tem abençoado algumas pessoas pra Glória de Deus.
Só que eu me empolgo um pouco e nunca consigo terminar de contar. Principalmente quando estamos dando carona T.T ( Lembrei de Dennise e Adriano agora. Nunca terminei de contar kkkkkkkk)
Vou dizer pra vocês como minha história mudou quando eu menos esperava e achava que era a filha menos amada de Deus. HAHA’ #dramaMODEon

*

De 2012 para 2013, minha virada de ano foi aos pés do Senhor, de fato clamando com o que sobrou de mim, totalmente em pedaços, orando muito pra que Deus restaurasse a minha vida, especificamente a área emocional. 

*

POR QUE? Porque sim! kkkkk 
Em resumo, um término de relacionamento de apenas 2 anos e 6 meses.
Daí vocês já devem imaginar que no mínimo, é difícil.
Eu sou daquele tipo de pessoa que se doa por um relacionamento, então eu estava não menos do que triste e muito confusa. 
Foi uma época do tipo: Porqueeeeeeeeee Senhor? Eu não entendia como algo de Deus para ambas as partes se todo dia parecia que vinha alguém me acordar dizendo: “Ei, levanta, tá na hora de sofrer de novo”, enquanto a outra pessoa em pouco tempo, tava ótima, como se nada tivesse acontecido.
Eu pensei de verdade, que Deus tava de brincadeira comigo, ou me achando super preparada pra encarar isso ou até que Ele gostava mais de um de nós dois, pois só cuidava da outra parte. HAHA’ (A filha dramática de God)

*

Hoje, eu vejo um cuidado MAGNÍFICO da parte do Senhor para comigo, a começar da minha mãe (que eu tentei esconder uns dois dias dela, mas depois eu chorava tanto que nem conseguia mais. haha’), da minha irmã, vó, família mesmo…e dos meus amigos, que quando eu não acampava na casa deles me excluindo do mundo, estavam TODOS OS DIAS me levando pra sair pra algum lugar haha. Obrigada GEEENTE 😀
Então, numa dessas saídas de todo dia, conheci mais de perto Michel Grugel Marques, que hoje é meu noivinho. 

(Digo que conheci mais de perto, que antes havia sido apresentada rapidamente e tive várias primeiras impressões dele. kkkk Da primeira vez que fomos apresentados, eu namorava ainda, sem riscos de terminar rs. Fui apresentada como ‘Filha de Heldon’, meu pai foi da igreja que eu sou, antes de eu ir pra lá, então eu fui apresentada dessa forma. Lembro dele sorrir, dizer que meu pai era massa e eu fiquei feliz. FIM!
Lembro de ter visto ele com a moça que ele namorou, lembro vagamente dele no meu primeiro DESAFIO RADICAL  fora de São Luís,ministrando em alguma vez na igreja que nos congregamos, uma vez que eu cometi uma gafe quando fui cumprimentá-lo, em um casamento e no natal. Mas essas lembranças tipo fotográficas mesmo, nada que eu me lembre de carregar sentimento, a não ser a vez que ele tava ministrando e eu tava muito desligada, queria que ele parasse de falar e cantasse. Achei nesse dia ele metido a ministro u.u e no Natal, que ele gravou um vídeo e achei ele altamente ‘galudo’ kkkk )

Nesse dia, os meninos foram me buscar pra comer pizza no Premier, só os boys. Dutz e Dudu na frente, e Michel atrás. Esse dia, foi o primeiro que conversamos mesmo, eu pensei que ia ser ralado, porque não teria assunto até a pizzaria, mas ele foi falando de umas experiencias dele do coração.
E eu tava daquele jeito quando alguém termina um namoro e fica super fominha por histórias de amor que deram certo, mas as que ele tava contando, não me deram nenhum tipo de esperança…só dó! kkkkkkk
Mas foi legal, porque já comecei a sentir amiga dele, compartilhava dos mesmos sentimentos e já passei alguns maus bocados na vida, pelas paixões que arrumei rs.
Nesse dia, ficamos amigos de bobagens, não somos do tipo NORMAIS, então rimos muito juntos.
Só que até então, éramos os amigos de besteiras.

*

Um dia, era noite, não tinha uma programação pra sair e meu coração tava aos pedaços de novo…era quase madrugada e só tinha meu amigo de doidices online. O que fazer?! rs.
Abri meu coração, depois de algumas brincadeiras, disse que estava triste e o que estava acontecendo.
Pra minha sorte, o meu amiguinho sorridente também sabia ser sério e muito sábio em dar conselhos.
Me ouviu (leu) e me disse:
“Mana, se ele te deu alguma esperança e você quiser esperar, eu vou te ajudar. Mas…se você entende que acabou e que você deve seguir. Eu estou junto com você e nós vamos conseguir.”
Nesse dia, ele passou de ministro super santo ou garoto galudo, pra uma das pessoas mais legais que eu já tinha conhecido 😀 
Daí já não éramos mais Hellen e Michel, viramos Mana e Mano! E ele era Best Friend do meu hermano Willy, então passamos a estar juntos em quase todas as paradas. 
Eu tinha alguém pra galudar e conversar também. kkkkk

*
Como tudo começou... Hellen & Michel
Nós quando éramos meio amiguinhos, só de mulecagem mesmo! Antes de abrir o coração. kkkkk

Bem gente, era JANEIRO *_* e Janeiro é mês de DESAFIO RADICAL e seus preparativos, o que leva a gente pra segunda parte a história. A convivência que acabou unindo a gente 🙂

Como?! Servindo à Deus.

Mas isso é papo pro próximo post. Porque agora tá na hora de dormir (agora, aqui rs), certamente!
Se príncipe sonha que eu tô acordada… hahaha’
Eu não disse pra vocês que sou detalhista e me empolgo?
Mas é que a nossa história é mais bonita que eu conheço. *______* #soufofa
Mais tarde eu continuo.

Beijos geeeeeeeente <3

P.s.: Estou pensando aqui que príncipe, sempre foi tão príncipe de Deus comigo. Deus é tão bom e amoroso em todas as situações. Glória! *_*